quarta-feira, 19 de março de 2008

V Seminário de Cultura de Alta Floresta/MT





O Teatro Experimental de Alta Floresta, com o apoio do Departamento de Cultura de Alta Floresta, realizará nos dias 28, 29 e 30 de março o “V Seminário de Cultura de Alta Floresta”. Na primeira edição, realizado em 2003, ainda intitulado “Seminário de Teatro”, o evento contou com a participação expressiva dos fazedores de teatro de Alta Floresta e região, como também da comunidade acadêmica alta-florestense e, já a partir de sua segunda edição, verificando a necessidade de ampliar as discussões em todos os aspectos, transformou-se em “Seminário de Cultura de Alta Floresta”.

Nesta quinta edição, o evento propõe a temática ‘Diversidade Cultural’, por entender que a região na qual estamos inseridos, conta com uma grande variedade de manifestações artístico-cultural, influenciada pela chegada de migrantes de todas as regiões do país no processo de colonização da região. “Identificamos que a discussão do tema contribuirá para o processo de compreensão de nossa Identidade no Território Portal da Amazônia (Amazônia Mato-grossense), garante Anderson Flores, coordenador do seminário”.

O seminário será composto pelas mesas-redondas: * Diversidade Cultural; * Cultura Popular; * Cultura e Educação; * Cultura e Comunicação; * Políticas Públicas de Cultura, além de apresentações culturais e de uma palestra, que abordará a temática “O Teatro Brasileiro na Contemporaneidade”.

O evento será realizado no Teatro Oficina, localizado à rua do Araújo, 28. O investimento para participar do Seminário será de R$ 7,00 e há limite de vagas. Para mais informações, ou para efetuar sua inscrição entre em contato pelos telefones – 3521 1760, 3903 1255, ou ainda pelo email – contato@teatroexperimetal.com.br


PROGRAMAÇÃO GERAL

Dia 28/03 (Sexta-feira)
19h – Cerimônia de Abertura
20h – Mesa-redonda: Diversidade Cultural
22h – Coquetel

Dia 29/03 (Sábado)
07h30 – Mesa-redonda: Cultura Popular
09h30 – Lanche
10h – Mesa-redonda: Cultura e Educação

13h30 – Palestra: O Teatro na Contemporaneidade
15h – Lanche
15h30 – Mesa-redonda: Cultura e Comunicação

20h – Espetáculo Teatral

Dia 30/03 (Domingo)
08h – Lanche
08h30 – Mesa-redonda: Políticas Públicas de Cultura
10h30 – Plano Territorial de Cultura com gestores do Portal da Amazônia

Salvador, comemora 459 anos festejando o acarajé

MEU PRESENTE PARA TODOS VOCÊS...
Assistam o vídeo da nossa cantora baiana e uma das convidadas do ABRACADABRA:
WILL CARVALHO - NUMA APRESENTAÇÃO COM O GRUPO MUSICAL OLODUM:
VERSÃO DA MÚSICA - GOSTAVA TANTO DE VOCÊ DE TIM MAIA
É PARA SAIR DA CADEIRA E DANÇAR MESMO...RS!
MATÉRIA: Sérgio Pedrera - 7/3/2008
Pelourinho "Do acarajé ao mundo digital - abraçando a diversidade".
Este é o tema da programação oficial comemorativa dos 459 anos de Salvador, anunciado na manhã de hoje (dia 5) pelo presidente da Fundação Gregório de Mattos (FGM), Paulo Costa Lima, durante entrevista coletiva concedida na sede do órgão, na Rua Chile.
Até o dia do aniversário da cidade, em 29 de março, atividades diversificadas vão festejar a pluralidade cultural da primeira capital do Brasil. Praticamente todas as linguagens artísticas serão contempladas: da música às artes plásticas, passando pelo teatro, o cinema e a dança.
Além disso, uma ênfase especial será dada à gastronomia afro-baiana, representada pelo acarajé, alvo de um autêntico "festival" em praça pública.
"A iniciativa é um incentivo para as baianas que estão aí, resistindo há tanto tempo", analisou a presidente da Associação das Baianas de Acarajé e Mingau do Estado da Bahia, Leda Marques, também presente na coletiva. "Este encontro de tradições tão fortes aponta para o futuro".
"O tema do aniversário de 459 anos de Salvador é um convite para este diálogo com a cultura digital que motivará um ciclo de debates, tendo como perspectiva a capital baiana", esclareceu o presidente da FGM, responsável por elaborar a programação da festa.
"O aniversário é uma excelente oportunidade para celebrar a diversidade que nos constitui como lugar cultural único; lugar de encontro entre civilizações oriundas dos quatro cantos do mundo, sinapse entre tradição e contemporaneidade, entre a preservação dos melhores valores e a reinvenção de caminhos e oportunidades", filosofou Lima.
A abertura da Agenda Viva Salvador 459 Anos! será no dia 7 de março, às 16 horas, com a inauguração do restauro do Obelisco a D. João VI, no Jardim Suspenso do Palácio da Aclamação.
A solenidade pública com queima de fogos e apresentação de fanfarras contará com a presença do prefeito João Henrique e antecede a visita ao monumento por alunos de escolas da rede municipal de ensino.
Eles vão assistir a uma Aula a Céu Aberto com o poeta José Limeira contando a história do monumento. No Campo Grande, a passagem da Família Real Portuguesa no Brasil estará registrada na Exposição a Céu Aberto, com 32 painéis (1mX1.20cm) que reproduzem obras assinadas por vários artistas.
A mostra é resultado de uma parceria entre a FGM e o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia. O ponto alto das homenagens a Salvador, naturalmente, acontece no próprio dia do aniversário.
Em 29 de março, estão programados vários eventos em pontos estratégicos da cidade, como Farol da Barra, Campo Grande e Praça Thomé de Souza.
A programação será aberta às 10h, na Reitoria da Universidade Federal da Bahia, com um seminário sobre o tema "Perspectivas da Cultura Popular Urbana", que contará com a participação de MV Bill. Mais tarde, às 19 horas, o próprio rapper sobe ao palco da Praça Thomé de Souza para cantar para Salvador, em show aberto ao público.
Festival do acarajé Durante a tarde, a concentração da festa será no Campo Grande, a partir das 16 horas, com a realização do "Festival do Acarajé".
A idéia do evento, segundo Paulo Costa Lima, é "evocar o enraizamento cultural dessa tradição afro-brasileira", destacando e valorizando o ofício das baianas do acarajé, personagens-símbolo da cidade e da Bahia.
O festival, resultado de parceria da FGM com a Associação das Baianas de Acarajé do Estado da Bahia - Abam, vai escolher e premiar a melhor indumentária, o tabuleiro tradicional, a baiana mais antiga no ponto e, claro, o melhor acarajé. O concurso será realizado a partir dos votos de uma comissão especializada e também do público. O melhor de tudo: nesse dia qualquer acarajé será vendido a R$0,50.
No outro lado da programação, a cultura digital será foco de um evento especial. Trata-se de "Digitália: perspectivas da cultura digital em Salvador/Projetos Demonstrativos", ciclo de encontros e debates coordenados pelo professor Messias Bandeira, cuja conferência de abertura acontecerá dia 28 de março, às 20h, no Instituto Cultural Brasil/Alemanha - Icba, no Corredor da Vitória.
Ao longo do mês, a programação comemorativa consta de diversas atividades culturais. Haverá exibições de filmes em espaços abertos e mais de 20 apresentações de dança, música e teatro nas estações de transbordo da cidade.
Entre as diversas atrações, um destaque absoluto: o show "voz e violão" da cantora Jussara Silveira em homenagem ao cantor e compositor baiano Dorival Caymmi, dia 11 de março, às 17h, na praça que leva o seu nome, em Itapuã.
Antes disso, na própria praça, será inaugurado um busto de bronze do compositor de "Maracangalha", confeccionado pela artista plástica Márcia Magno.
Fonte: Portal Salvador

SR VICTOR O ARTESÃO

SR VICTOR:

Artesão em Itapema a 23 anos , natural do Paraná elabora ambientes temáticos com traços medievais em alvenaria, escultura, pintura acadêmica (autodidata), e especialista em reprodução de embarcações.

Ele relata um fascínio por embarcações desde a sua infância, como retrata a postagem de fotos neste documentário, no mesmo bloco de fotos ele aparece com 3 anos desembarcando do navio CARPATIA na rota da Europa ao Rio Grande do Sul em 1940, que foi o navio que resgatou pertences e objetos do naufrágio do TITANIC que tinha em suas dependências um museu (memorial) com objetos dos passageiros do naufrágio. Em seu depoimento revela que o CARPATIA parou de navegar a nove anos.

Conta que na sua trajetória, aqui em Itapema ofereceu um monumento à cidade e foi impedido politicamente de elaborar um farol que seria construído com pedras e mantido por ele há 20 anos atrás, foi um dos fundadores do Mercado das Pulgas em Curitiba.

Toca serrote com arco de violino e cordão de madeira nos dentes e no verso, de clássicos a musicas ciganas.

Sobrevive da aposentadoria de um salário mínimo aos 70 anos, tendo paixão pela arte tirando dela complemento para sobrevivência de um filho menor e a esposa; Sem duvida um exemplo de trabalho e dignidade.

Em homenagem aos artistas deste Brasil cultural no dia do Artesão , 19 de março de 2008. PUBLICADO POR DJALMA E SORAYA AMARAL ITAPEMA SC.





video

BA - SALVADOR/Aniversário da Cidade

ASSISTAM ESTES DOIS VÍDEOS LINDOS SOBRE A TERRA DOS ENCANTOS:
VÍDEO 1: BAHIA SALVADOR
http://www.youtube.com/watch?v=VCQas1D4iCQ

VÍDEO 2: SALVADOR - BAHIA
http://www.youtube.com/watch?v=x-Q6eChOlxw

ANIVERSÁRIO DA CIDADE DO SALVADOR

DATA: 29/03
Local de realização:Câmara Municipal, Catedral Basílica, estabelecimentos de ensino.
Responsável pelo evento:Prefeitura Municipal do Salvador
Endereço:Praça Municipal, s/nº. - Palácio Tomé de Souza
Bairro:Centro
Telefone:(71)3241-8388

FONTES: Secretaria da Cultura e Turismo / YOUTUBE

Belo Horizonte - Minas Gerais (uai sô)



O projeto Terças Poéticas é uma parceria da Fundação Clóvis Salgado e Suplemento Literário de Minas Gerais. Além de trazer nomes conhecidos da poesia brasileira, o projeto dá destaque também a autores não tão conhecidos do interior de Minas Gerais e também de outros Estados. Acontece semanalmente a partir das 19 horas, nos jardins internos do Palácio das Artes.Avenida Afonso Pena, 1537, Centro, em Belo Horizonte.



Inicia 2008 com a presença do poeta Cláudio Daniel e homenagem a Haroldo de Campos (1929-2003), poeta, tradutor e um dos fundadores do movimento concretista brasileiro. A primeira apresentação do ano acontece dia 1º de abril, terça-feira, às 18h30, nos Jardins Internos do Palácio das Artes. A entrada é franca.

segunda-feira, 17 de março de 2008

Constituinte Cultural do Ceará - temário.


Os temários a serem discutidos com a sociedade seguem dois nortes:

1.Marco Legal da Cultura
  • Vinculação Orçamentária ( mínimo de 1,5% do orçamento do Estado e 1% do orçamento dos Municípios) e financiamento da Cultura;
  • Revisão e complementação da Legislação cultural vigente;
  • Institucionalização do Sistema Nacional de Cultura nos Municípios (Secretaria, Conselho e Fundo Municipal de Cultura).
2.Plano Plurianual da Cultura

  • Identidade (missão, visão, princípios, diretrizes, programas, projetos, ações e controle social)
  • Orçamento participativo e o financiamento da cultura
  • Desenvolvimento Regional
  • Fortalecimento do Sistema Nacional de Cultura no Ceará (estrutura organizacional, equipamentos culturais...)

Constituinte Cultural do Ceará - Metodologia.


Para assegurar a mais ampla participação popular, sugere-se que a Constituinte Cultural do Ceará se desenvolva a partir da utilização da metodologia da realização de Assembléias de Cultura, seguindo o exemplo do Ministério da Cultura, quando optou por realizar conferências nas três esferas de governo para elaboração do Plano Nacional de Cultura. Com base nessa experiência, propomos Assembléias nas seguintes modalidades:

1.Municipais;
2.Setoriais;
3.Regionais;

Assembléias Municipais, Setoriais, Regionais e Estadual.

Quem as convoca?

No caso das Assembléias Municipais, o Dirigente Municipal de Cultura nomeia uma comissão organizadora que se responsabilizará pela sua execução, elaboração de regulamento, duração, abrangência e resultados a serem alcançados, as Assembléias Setoriais ficam a cargo da Sociedade Civil e terão as mesmas atribuições da anterior. Já as assembléias Regionais e Estadual são de iniciativa da Secretaria Estadual da Cultura e com as mesmas atribuições.

Quais as condições para as suas legitimações?

Assembléias Municipal e Setorial

Será legítima a assembléia realizada pelo Governo Municipal ou pela Sociedade Civil, que venha a adquirir o devido reconhecimento conforme regulamento da constituinte cultural. No caso da Assembléia Municipal, sua legitimidade se dará com a participação de no mínimo 50 pessoas e indicação de 01 delegado a cada 10 participantes para a Assembléia Regional. Na Assembléia Setorial a participação mínima é de 50 pessoas e indicação de 02 delegados para a Regional.

Assembléias Regionais

Sua legitimidade se dará com a participação mínima de 50 delegados indicados nas Assembléias Municipais e Setoriais, dos quais 08 serão indicados para a Assembléia Estadual

Assembléia Estadual

A Assembléia Estadual deverá contar com os 80 delegados eleitos nas regionais, 40 delegados institucionais indicados pela Secult/CE e membros do Conselho Consultivo da Constituinte.

Qual o papel das assembléias?

Seu principal objetivo é apresentar, debater e validar, com os vários setores da sociedade, em um processo democrático, propostas que nortearão, em cada esfera, as diretrizes para elaboração da Constituinte Cultural do Estado do Ceará.
O único meio de garantir a presença de delegados na Assembléia Estadual Constituinte é através da participação nas assembléias municipais, setoriais e regionais.

Como o município realiza sua assembléia?

1.Elabora o regulamento;
2.Nomeia a comissão organizadora;
3.Convoca a Assembléia;

A Comissão Organizadora elabora o regulamento e designa um grupo de trabalho que operacionalizará a realização da assembléia, cujos temas norteadores serão propostos pela comissão. Sugerimos que as Assembléias mantenham os temas propostos pelo Secult/CE, visto que o foco principal de sua realização está na construção do documento Estadual.

Depois disso vem o período de divulgação e inscrição dos participantes da sociedade civil que poderão atuar com direitos integrais nas assembléias, podendo apresentar propostas, debater, votar nas propostas e eleger-se delegados para as assembléias regionais e conseqüentemente a Estadual. É importante, além destes, a participação de integrantes de Conselhos Setoriais do Município que atuarão nas assembléias com os mesmos direitos dos representantes do poder público, com voz e voto nas propostas apresentadas.

Como a assembléia acontece?

A Assembléia é instalada e conduzida pela comissão organizadora que orientará os trabalhos nas instâncias que a compõem. Será organizada em duas instâncias:

Plenária, onde serão votadas as propostas de cada Grupo de Trabalho, elaborado o relatório final e escolhidos os delegados e,
Grupos de Trabalho ou G.T.'s - onde se dará a elaboração das propostas.
Na plenária de abertura a comissão institui os grupos de trabalho e seus respectivos relatores que apresentarão os resultados dos G.T.'s para votação em plenária e elaboração do documento final que será encaminhado para as instâncias de gestão pertinentes em cada esfera, irão compor a proposta para a Assembléia Regional.
Na plenária final, além da votação de propostas, serão eleitos os delegados representantes do Município na Assembléia Regional.

Quais os resultado obtidos?

O documento final da assembléia estabelece princípios e propostas que nortearão a construção da Constituinte Cultural do Ceará, que por sua vez organiza as atribuições do Poder Público e da Sociedade Civil na gestão da cultura no Estado do Ceará, bem como estabelece a estrutura necessária à pactuação entre os entes federados para a implantação do Sistema Nacional de Cultura.

Para a realização das Assembléias Municipais e Setoriais

Para que o resultado da assembléia possa ser validado junto às demais esferas é necessário que sejam observados os seguintes passos:

  • Fazer nomeação da comissão organizadora (É recomendável que as comissões reúnam membros da sociedade civil, integrantes de fóruns de cultura, poder legislativo, sistema "S" e empresas que atuem na área cultural);

    - Caberá a comissão organizadora:

  • Divulgar e operacionalizar a assembléia (local de inscrições, data e local de realização e eixos temáticos dos grupos de discussões);
  • Fica de responsabilidade da comissão elaborar a metodologia das discussões;
  • Recomenda-se nomear um grupo de trabalho executivo;
  • Escolher os relatores para os grupos de discussão na conferência;
  • Elaborar a lista de acordo com o número e nome dos participantes inscritos na assembléia, que deverá ser tornada pública e enviada para a SECULT em papel e arquivo eletrônico no word ou excel;

    - Quem pode participar da Assembléia:

  • Sociedade Civil (todo cidadão maior de 16 anos de idade);
  • Representante de instituições e de movimentos culturais com atuação na região;
  • Representantes do poder executivo;
  • Os membros de conselhos de cultura têm inscrição garantida nas assembléias (mas recomenda-se que a comissão busque envolver conselheiros de outras áreas, para ampliar e qualificar os debates);
  • Convidados pela comissão organizadora;

  • Constituinte Cultural no Ceará - intrudução.


    No discurso de abertura da primeira reunião do Secretariado do novo Governo do Estado do Ceará, o Governador Cid Gomes definiu os dois princípios fundamentais de sua administração: transparência na gestão governamental e participação popular na elaboração, execução e fiscalização das políticas públicas.

    Na esteira dessa orientação democratizante do Governo Cid Gomes, o novo Presidente da Assembléia Legislativa, Deputado Domingos Filho, anunciou, logo após sua posse, que abriria, ainda em 2007, um processo constituinte de revisão da Constituição do Estado do Ceará, devendo dar ênfase à participação popular.

    Para atender a essas duas exigências, a política cultural do Estado terá que promover a institucionalização do diálogo não só com a comunidade artístico-cultural, mas também com o parlamento estadual e com o conjunto de entidades que formam a sociedade civil cearense, notadamente com os movimentos sociais urbanos e rurais.

    O fundamento sobre o qual deve plasmar-se o diálogo Estado/Sociedade é o conceito de cultura contido no Programa Cultural para o Desenvolvimento do Brasil, formulado pelo Ministro Gilberto Gil para o segundo Governo Lula. Nele o conceito de cultura articula três dimensões básicas:

    a)cultura como expressão simbólica (estética e antropológica);
    b)cultura como direito fundamental de cidadania de todos os brasileiros;
    c)cultura como economia produtora do desenvolvimento, em particular geradora de ocupação e renda.

    Uma política cultural de Estado que guarde fidelidade a tão abrangente conceito de cultura deve centrar sua operação numa gestão cultural democrática e republicana.

    Gestão cultural democrática significa, nesse contexto, que a Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Ceará tomará as grandes decisões programáticas:

    1°) em diálogo permanente com todas as esferas federativas do poder público, com a sociedade civil organizada e com as instituições culturais estatais, públicas e privadas;
    2°) em diálogo permanente com as personalidades artísticas, literárias e da comunidade científico-técnica de nossa terra;
    3°) em diálogo permanente com o jornalismo cultural e a indústria cultural.

    Gestão cultural republicana significa, no sentido ciceroniano antes referido, que a cultura é coisa que pertence ao povo e que povo não é qualquer multidão de indivíduos reunidos, mas, sim, sociedade organizada que tem por fundamento a observância da justiça e a comunhão de interesses. Ou, como expressou Jean-Jacques Rousseau com lapidar propriedade: "Chamo República todo Estado regido pelas leis, qualquer que seja a sua forma de administração, porque só então o interesse público governa e a coisa pública é alguma coisa". Esse sentido, aliás, está sintetizado nos princípios constitucionais da administração pública brasileira: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. (Artigo 37 da Constituição federal). Enfim: nem preferência, nem exclusões; universalidade, transparência e participação.

    Ceará no Rio de Janeiro...


    Todo sábado, às 13h30min, a cultura do Ceará tem encontro na Rádio Universitária FM (107,9 MHz). O programa Cultura da Gente, realização da Secretaria da Cultura do Estado (Secult) e Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC), ligada à Universidade Federal do Ceará (UFC), tem uma abordagem plural da diversidade cearense, promovendo reflexão, debate e informação da nossa identidade cultural.

    A partir de março, o programa compõe a Rede de Cultura pelo Rádio, sendo retransmitido para vinte emissoras das várias regiões do Ceará. A Rede de Cultura pelo Rádio tem o propósito de interligar os diferentes municípios, promovendo a democratização da cultura e do fazer artístico do Ceará.

    Desta forma, o projeto representa o reconhecimento do Governo do Estado do Ceará na inegável influência do rádio como meio de comunicação junto aos diferentes segmentos da população e como importante papel do veículo no desenvolvimento cultural cearense.

    Abrangência e democratização da informação do segmento cultural são, portanto, a meta do programa Cultura da Gente, que tem apresentação de Eleuda de Carvalho e Thyce Bandeira, direção dos jornalistas Concy Beserra e Nonato Lima e coordenação de produção a cargo da radialista Leovigilda Bezerra, da Rádio Universitária FM.

    Programa Cultura da Gente, todo sábado, às 13h30, na Rádio Universitária FM, 107,9 MHz.

    domingo, 16 de março de 2008

    TURISMO VIRTUAL

    Para quem não conhece e queira saber e conhecer um pouco de nossa querida "Morena" a capital do Estado de Mato Grosso do Sul: Campo Grande MS, eis aqui o link:
    http://www.pmcg.ms.gov.br/index.php?location=16&tipos=1&s=1

    sábado, 15 de março de 2008

    CENTRO DE REFERÊNCIA CULTURAL PROVITA

    Publicado por Djalma e Soraya Amaral

    Coordenadores:

    Soraya Silva Pinto Amaral

    Djalma Almeida Amaral Junior

    Contexto

    Será um Centro de referência Cultural abrigando oficinas de arte, exposições,loja e mural com informação de eventos e artistas locais.

    Atuará no município de Itapema SC, em parceria com o Projeto Provita situado na Rua 615 nº39 , no bairro Tabuleiro.

    A ação do Projeto estará enfocada aos internos do Provita e da comunidade Itapemense.

    Justificativa

    Segundo estimativa do IBGE, a atividade artesanal movimenta, atualmente, o equivalente a 2,8% do PIB brasileiro e gera mais de 8,5 milhões de empregos diretos e indiretos, movimentando cerca de R$ 28 bilhões.

    Implantar um “Centro de Referência Cultural” na cidade de Itapema, se justifica tendo em vista que tal projeto trará um resultado eficaz evidenciando o potencial cultural, étnico, econômico e turístico dos diversos municípios que compõem a Costa Esmeralda. O município de Itapema deverá atuar como agente capacitador de novas idéias e técnicas divulgando e comercializando a produção artesanal. As comunidades e associações do município deverão ser organizadas, mantendo e resgatando as tradições artesanais, considerando a importância do artesanato na geração de emprego e renda, na promoção social e na dinamização comercial.

    O “Centro de Referência Cultural” deverá preocupar-se em buscar, no artesanato, a memória da comunidade, identificada por traços, formas, funções e cores. Por outro lado, os artesãos terão que estar sempre atentos para não se renderem à solução fácil dos estereótipos, das cópias, dos modelos globalizados. O objetivo principal do centro tem que ser a preservação de uma identidade cultural, marcante em toda as suas criações.

    Após um mapeamento do artesanato, será possível criar programas específicos de capacitação profissional (cursos de aprimoramento de técnicas), para auxiliar o trabalho dos artesãos, estimulando a profissionalização do setor e garantindo assim maior representatividade na economia nacional .

    Espera-se, com esse estudo exploratório, constituir um quadro de referência das técnicas artesanais que vêm sendo passadas de geração a geração, bem das influências, inovações e tendências trazidas por imigrantes ou migrantes. Com esse projeto pretende-se ampliar o referencial cultural e tecnológico dos artesãos, de modo a estimulá-los a aprimorar a sua atividade artesanal.

    O projeto vai, enfim, apontar a potencialidade dos produtos artesanais para a exportação. Sabemos que existe uma forte demanda por produtos originais e de qualidade e o “Centro de Referência Cultural” representará a via para levar, ao Brasil e ao mundo, todo trabalho artesanal produzido pela nossa comunidade.



    Aguardem... em breve aqui em Itapema SC !!!



    FEIRA INTERNACIONAL DE CULTURA E ARTESANATO

    COLABORAÇÃO DE DJALMA E SORAYA AMARAL

    quinta-feira, 13 de março de 2008

    Cineclube em Palmas

    Palmas, capital do Estado do Tocantins, tem apenas 20 anos de fundação.
    Por aqui tudo está sendo construído, inclusive no campo da cultura.
    Assim, é com alegria que anuncio a criação do primeiro Cineclube da cidade, que ocorrerá amanhã, com a programação cultural que se pode constatar abaixo:

    Serviço
    Sessão de Criação do Cineclube de Palmas
    Programação: "Alta Noite" e "Meu Nome Não É Johnny"
    Local: Cine Cultura do Espaço Cultural
    Dia: 14/março
    Hora: 19h30
    Entrada: Gratuita.
    Apoio: Cine Blue
    Fundação Cultural de Palmas
    Grupo Teatro Livre de Palmas

    domingo, 9 de março de 2008

    PROJETO DO ABRACADABRA

    ABRACADABRA – Agentes Brasileiros de Cultura e Arte Democrática Brasileira

    O ABRACADABRA é uma rede solidária e democrática de cooperação entre artistas e fomentadores culturais, com o objetivo primordial estimular a cultura e a arte nos quatro cantos do país, ajudando na divulgação para abranger todos os estados e no distrito federal.

    Na estrutura organizacional do ABRACADABRA os Agentes-fundadores são coordenadores estaduais do projeto.

    CABE AOS AGENTES-FUNDADORES:

    Estimular o crescimento da Rede em seu estado, alimentando o cadastro com novos Agentes;

    Criar um banco de dados(Mailing) de veículos de comunicação e entidades afins de seu estado;

    Alimentar o CADASTRO DE MECENAS;

    Arrecadar fundos para ações do ABRACADABRA;

    Participar das reuniões virtuais dos Agentes-fundadores;

    Participar dos debates e da organização do ABRACADABRA;

    Criar Ações artísticas e culturais para serem debatidas junto aos Agentes conselheiros e estimular a ação contínua da memória e divulgação da arte e cultura nacional.

    Os AGENTES CONSELHEIROS são aqueles que farão parte, junto com os Agentes-fundadores, da administração e organização do ABRACADABRA. Todos os Agentes que tiverem interesse poderão fazer parte do conselho, precisando apenas comunicar o desejo ao Agente-fundador do estado e começar a fazer parte das reuniões locais.

    CABE AOS AGENTES CONSELHEIROS:

    Estimular o crescimento da Rede, convidando artistas e fomentadores culturais, conectando os novos dados ao Agente-Fundador de seu estado;

    Participar dos debates e da organização do ABRACADABRA;

    Indicação para o CADASTRO DE MECENAS;

    Arrecadar fundos para ações do ABRACADABRA;

    Participar das Ações-conjuntas municipais, estaduais, regionais e nacionais.

    Todos os Agentes membros do ABRACADABRA, incluindo os fundadores e os conselheiros, serão cadastrados e vinculados a Rede cultural.

    CABE AOS AGENTES BRASILEIROS DE CULTURA E ARTE DEMOCRÁTICA BRASILEIRA:

    Estimular o crescimento da Rede, indicando artistas e fomentadores culturais ao Agente-Fundador de seu estado ou a conselheiros;

    Participar das Ações-conjuntas municipais, estaduais, regionais e nacionais.

    AÇÕES-CONJUNTAS

    As ações-conjuntas, tanto a nível virtual, municipal, estadual, regional ou nacional, funcionam como um trabalho em grupo focado em um objetivo específico.

    AÇÕES VIRTUAIS

    Ação-Conjunta realizada a distância com objetivo de publicar, primordialmente no campo virtual, o trabalho conjunto de relevante interesse artístico-cultural.

    Podem ser contínuas ou pontuais:

    As ações CONTÍNUAS são aquelas que serão alimentadas indefinidamente, sem uma data para ser finalizada. Como exemplo desta ação virtual CONTÍNUA temos o “BAÚ CULTURAL” que tem como objetivo: Promover o resgate da memória artística e cultural do estado, com as principais personalidades e obras estaduais até a atualidade. Todo o trabalho de pesquisa deve ser entregue ao Agente-fundador para padronizar e colocar em ordem cronológica e separado por áreas culturais ou artísticas. Todo o material fará parte de um arquivo único para todos os Agentes do ABRACADABRA.

    A sugestão da primeira ação PONTUAL a ser realizada pelo ABRACADABRA é o “QUADRO CULTURAL”, na verdade uma continuidade da ação “BAÚ CULTURAL” com o objetivo de: Apresentar as manifestações artísticas e culturais do estado NO ANO ATUAL, com as principais personalidades e obras. Todo o trabalho de pesquisa deve ser entregue ao Agente-fundador no mês de novembro para padronizar e separar por áreas culturais ou artísticas.

    OBS.:

    1 - Caso haja necessidade de compor novidades do mês de dezembro, enviar o complemento até o dia 29 de dezembro.

    2 - O “Quadro cultural” deve compor o “Baú Cultural” no ano posterior a sua realização.

    MULTIRÃO CULTURAL

    Ação-Conjunta geralmente municipal (poderão haver encontros estaduais, regionais ou nacionais - caso haja um encontro nacional do ABRACADABRA). Organizado pelos Agentes integrantes do município (estado, região ou pelos Agentes-fundadores – no caso nacional) todos estes eventos devem ser comunicados ao Agente-fundador estadual. Podem ser:

    Feiras culturais;

    Exposições;

    Noite de autógrafos;

    Semanas de Arte;

    ETC.

    CICERONE

    É uma ação-conjunta regional com o objetivo de recepcionar um membro do ABRACADABRA de outro estado/cidade para divulgação de sua obra.

    LANÇAMENTO CULT

    O Lançamento Cult é uma ação-conjunta com objetivo de divulgar o lançamento de alguma obra artística ou evento cultural. (dependendo do alcance do lançamento, poderá ser municipal, estadual, regional ou nacional).

    CADASTRO DE MECENAS

    Trata-se de um cadastro com nomes de instituições públicas, instituições privadas, ONGs e pessoas físicas com potencial para patrocinar Ações-conjuntas artísticas e culturais. (Ver anexo I)

    CADASTRO DO ABRACADABRA

    NOME: Marcos André Carvalho Lins

    CIDADE/ESTADO: Recife-Pe

    CAMPO DE ATUAÇÃO: Literatura (poesia e prosa)

    ENDEREÇO: AV. Bernardo Vieira de Melo,1800/804 Piedade Jaboatão dos Guararapes

    SITE: http://www.venezadebrasileiros.com/

    http://www.overmundo.com.br/perfis/marcos-andre-carvalho-lins

    E-MAIL: carvalholins@terra.com.br

    MSN: macl350@hotmail.com

    TELEFONES: (81) 94177487

    NOME:

    CIDADE/ESTADO:

    CAMPO DE ATUAÇÃO:

    ENDEREÇO:

    SITE

    E-MAIL:

    MSN:

    TELEFONES:

    ANEXO I

    CADASTRO DE MECENAS

    Trata-se de um cadastro com nomes de instituições públicas, instituições privadas, ONGs e pessoas físicas com potencial para patrocinar Ações-conjuntas artísticas e culturais.

    NOME:

    CNPJ:

    CIDADE/ESTADO:

    CAMPO DE ATUAÇÃO:

    ENDEREÇO:

    SITE:

    CONTATO:

    E-MAIL:

    MSN:

    TELEFONES:

    ABRANGÊNCIA:

    LOCAL (Qual bairro?):

    MUNICIPAL

    ESTADUAL

    REGIONAL

    NACIONAL

    INTERNACIONAL

    ÁREAS DE INTERESSE:

    TODAS AS ÁREAS MENCIONADAS NA TABELA ( )

    ARTES CÊNICAS ( )

    ARTE ELETRÔNICA ( )

    COSTUMES REGIONAIS ( )

    FOTOGRAFIA ( )

    ARTES PLÁSTICAS ( )

    CULINÁRIA REGIONAL ( )

    AUDIOVISUAL ( )

    COSTUMES REGIONAIS ( )

    FOLCLORE E ARTESANATO ( )

    DANÇA ( )

    OUTRO (QUAL?):

    CULTURA DIGITAL ( )

    MÚSICA ( )

    CULTURA POPULAR ( )

    LITERATURA ( )